Afinal, o que é o R?

Apesar do blog ser um lugar mais voltado para scripts, acho que um ou outro texto seria legal, pois podemos ter coisas pra esclarecer fora do R. Então aqui vamos nós, com um primeiro de alguns (?) textos, no qual quero explicar para os mais perdidos o que é, afinal de contas, este tal de R.

Se você caiu de paraquedas aqui no blog, pode estar se perguntando: do que se trata isso tudo? O que exatamente é este tal de R e o que ele tem a ver com estatística? É um programa, uma linguagem de programação, ou o que? Este breve texto, então, é voltado para você! Vamos lá?

Pra começar, podemos dizer que o R é um programa de estatística. Você verá que ele é mais do que isso, mas é um bom começo pra entender. Então ele serve pra fazer análises de dados, criar gráficos, calcular coisas: tudo de maneira muito parecida com outros programas de estatística que você pode ter visto por aí.
Só que na verdade o R é um pouquinho mais do que isso (o que, aliás, é um dos motivos pra ele ser tão interessante – mas isso fica pra um outro texto). Ele também é uma linguagem de programação, e pra ser mais específico, uma linguagem voltada pra estatística.

Tá, peraí, o que é uma linguagem de programação? É bem literalmente uma linguagem, no sentido em que português e inglês são linguagens, mas é um tipo especial: ela serve pra você “conversar” com o computador. Com uma linguagem de programação você pode dar instruções para um computador e ele as seguirá. Então você pode “pedir” para o computador acessar um arquivo, para ele calcular alguma coisa, e por aí vai.

Beleza, então o R é uma linguagem que permite você “conversar” com um computador, e instruí-lo a fazer “coisas de estatística”. Isso é bacana, porque faz do R mais do que um programa de estatística comum. Na prática, isto quer dizer que se você precisa que o programa faça uma tarefa que ele não conhece, você pode ensiná-lo. Ou seja, se você quer fazer uma análise de dados, um cálculo ou um gráfico que o programa não faz naturalmente, então você pode programa-lo para fazer isso. De novo, depois falamos mais disso, em ou outro texto, ok? Por enquanto guarde a ideia de que o R, por este motivo, acaba sendo bem mais flexível e completo do que os programas comuns, que não contam com uma linguagem que o usuário pode usar.

Mas tem mais uma coisa! O R, além de linguagem, é também um ambiente de programação. Pode parecer besteira, mas é importante! É que muitas linguagens de programação precisam passar por um processo de compilação para funcionar, o que não é o caso do R. Aqui, o próprio programa funciona como ambiente que interpreta a linguagem, então tudo acontece em tempo real. Se você não manja lhufas de programação, este último ponto é meio irrelevante – mas é sempre importante esclarecer mesmo assim.

Resumindo tudo, então, o R é um programa de estatística que também é um ambiente e linguagem de programação. A próxima pergunta poderia ser um bom e velho “e daí?”, não é mesmo? Mas isso fica para um outro momento, pois pretendo escrever um pouco dos “por ques” do R ser um recurso super importante e útil para nós, cientistas. Particularmente, o foco deste blog será voltado para as aplicações do R e da estatística na Biologia, então se você for alguém desta área, fique por aqui, e com o tempo você irá entender melhor do que se trata isso tudo, ok?

Abraços, e até a próxima!
Prof Marcos

Peraí, lembrei de algumas coisas!

P.S.: ei, mas o que eu faço agora? Se você quer logo começar a fuçar e entender um pouco mais o funcionamento do R e suas utilidades, comece por aqui, acessando a minha apostila. Ela é voltada para você, usuário iniciante, então você já tem por onde começar. Não se assuste muito, pois no começo pode ser um pouco difícil, mas no fim vai valer muito à pena!

 

P.S.2: Pôxa, falei um monte do R, mas não falei nada sobre o seu histórico de criação. Outra hora posso escrever sobre isso, mas se quiser saber mais dê uma espiada na página da Wikipedia sobre o R e neste texto bem legal escrito diretamente por um dos criadores do R, o Ross Ihaka.

Anúncios

Uma ideia sobre “Afinal, o que é o R?

  1. Pingback: Bem vindos! | Cantinho do R

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s